Cão da Capa

Cão da Capa – 02ª edição

Nome: Catarina, husky siberiana.
Idade: 12 anos.
Apelido: Cata, Tata, Teretetê da mama, Tchuca, Naritaca (meu avô fala tudo de trás pra frente).
Pedigree: Meu sangue é azul, como meus olhos, e meu coração é verde (sou Palmeirense), portanto eu não preciso de pedigree. Além do mais, sou o parente mais próximo dos lobos.
Estudos: Sei latir em russo, além de português, é claro. Isso mesmo, sou uma husky que late, mas meu latido é melódico, dizem os vizinhos.
Algum segredo de beleza e saúde? Minha mãe não descuida da minha saúde e passeia comigo todos os dias. Todos os dias! É a melhor fórmula da juventude, faz bem para o corpo e espírito.
Profissão: Puxar trenó. Com a falta do trenó, puxo minha mãe nos passeios.
Relacionamentos amorosos: Tenho uns paqueras, mas nada sério. Meu irmão é muito ciumento, credo.
O que mais gosta em você? Meu olho azul.
O que faz para irritar seus donos? Fico rodando, rodando, antes de deitar. Deixo minha mãe tonta. Também gosto de cavocar a terra, especialmente depois do banho.
E para agradá-los? Dou, 24 horas por dia, meu amor inCÃOdicional.
Alguma mania? Cavocar a vasilha d’água.
Comida preferida: Pão de queijo, pão de queijo, pão de queijo.
Hobby: No carro, colocar a cabeça para fora da janela. Isso é um hobby, né?
Dica animal que gostaria de deixar para as cãomadres e os cãopadres: Nunca confie em alguém que não gosta de animais e de crianças.